Retratos em família

Esta é uma oficina para as famílias, na qual construiremos todos os materiais necessários para produzir um objeto fotográfico em jeito de retrato, uma “caixa-moldura”, onde guardaremos memórias preciosas, como se de um guarda-joias se tratasse.

Cada grupo construirá uma câmara e cada grupo terá no final um objeto “caixa-moldura” com o retrato obtido durante a oficina.

Programa

1. A fotografia estenopeica

Breve apresentação teórica sobre o fenómeno da câmara escura, e sobre a fotografia estenopeica (as suas potencialidades e limitações). Discussão de exemplos de projetos que têm por base a fotografia estenopeica.

2. O género retrato

Breve reflexão sobre a importância da fotografia de retrato, durante a sua história, e na atualidade, com base na visualização de exemplos de retratos e álbuns de família.

3. Construção das câmaras fotográficas

Com base na aprendizagem anterior, procede-se à transformação das caixas de madeira em câmaras fotográficas

4. Preparação dos químicos de revelação

A partir de produtos não convencionais, como café solúvel e vitamina C, procede-se à preparação dos químicos, ao mesmo tempo que se compreende o processo de revelação do papel fotográfico.

5. Criação dos retratos

Depois da reflexão acerca da fotografia de retrato, e partindo da ideia que têm de si e dos seus familiares, os participantes discutem e decidem de que forma pretendem ser fotografados e/ou fotografar.

6. Impressão dos retratos finais

A partir das matrizes (negativos) criadas com a câmara fotográfica estenopeica, produzem-se, no laboratório, as imagens em positivo.

7. Finalização do objeto fotográfico

Para finalizar o objeto fotográfico, procede-se a uma nova transformação da caixa de madeira. Os dois retratos selecionados (negativo e positivo), depois de devidamente recortados e emoldurados, são aplicados a cada uma das metades da caixa, criando assim um objeto fotográfico, que se pode manter fechado, ou exibir aberto, como um passepartout.

Objetivos:

– aprender os fundamentos básicos pelos quais se rege a fotografia. Na área da física, o fenómeno da camera obscura e da criação da imagem fotográfica, e na área da química, o processo de revelação e fixação da imagem.
– compreender a importância da fotografia de retrato ao longo do tempo; refletir sobre as suas diversas vertentes.

 

19 de julho, AMAC – AUDITÓRIO MUNICIPAL AUGUSTO CABRITA, Barreiro