Jardim azul

Oficina de Cianotipia

27 de maio de 2018 | 10:00-14:00 | Inscrições | 

14 de julho de 2018 | 10:00-14:00 | Inscrições |

Preço: 40 euros | Inscrições | 

Local: Centro de Recursos Educativos – Jardim Botânico, Museu Nacional de História Natural e da Ciência (Rua da Escola Politécnica 56/58 1250-102, Lisboa) 

Idade: Dos 10 aos 100 anos (dos 10 aos 12 anos, os participantes devem vir acompanhados de um adulto)

Formadores: Magda Fernandes e José Domingos
Duração:
4 horas

Em meados do século XIX nascia o primeiro livro ilustrado totalmente através de um processo fotográfico. Chamava-se British Algae (“algas britânicas”), tratava-se de um livro de ilustração científica, e foi produzido por Anna Atkins, uma das pioneiras da fotografia, usando a cianotipia*. Hoje, olhando para os contornos das algas recortados sobre o fundo azul reconhecemos qualidades plásticas a essas imagens que vão muito para além da precisão da reprodução dos exemplares botânicos.

Nesta oficina, os participantes deambularão pelo Jardim Botânico, para depois criarem um livro-objeto,  um registo não científico, mas emocional, dos objetos que encontraram, registando através da cianotipia os seus contornos, como um pequeno tributo à obra visionária de Anna Atkins.

*A cianotipia é um processo de impressão fotográfica descoberto por Sir John Herschel em 1842, apenas 3 anos após o anúncio “oficial” da descoberta da fotografia. É feita à base de sais de ferro e produz imagens permanentes numa elegante variação de matizes azuis.

 

imagerie-jardim-azul

Jardim Azul - Livro de Leonor Fernandes

Jardim Azul – Livro de Leonor Fernandes