Oficina de Fotografia Estenopeica/Pinhole

A fotografia vista por um buraco de agulha

voltar

Oficina de Fotografia Estenopeica/Pinhole – Torres Vedras
10 de março | 10:00 – 13:00 |
inscrições

Nesta oficina, explorando a simplicidade do conceito da camera obscura*, os participantes construirão a sua própria máquina fotográfica e aproveitarão a beleza do centro histórico da Torres Vedras para criarem imagens singulares com ela. A oficina inclui também a aprendizagem do funcionamento e da revelação do papel fotossensível usado para captar as imagens.

*A camera obscura é um fenómeno ótico que acontece em qualquer compartimento fechado, ao qual se acrescenta um minúsculo orifício (estenopo) numa das faces. Ao penetrar o interior do compartimento
através do estenopo, a luz projeta na face oposta uma imagem invertida dos objetos no exterior. A camera obscura constitui o núcleo essencial de todas as máquinas fotográficas.

Preço: 25 euros | inscrições
Local: Porta 5 – Espaço Cultural
R. Roque Ferreira Lobo, nº 5
Torres Vedras
Idade: A partir dos 10 anos (dos 10 aos 12 anos, os participantes devem vir acompanhados de um adulto)


Oficina de Fotografia Estenopeica/Pinhole

Formadores: Magda Fernandes e José Domingos

Nesta formação, os participantes aprendem a construir a mais básica das câmaras fotográficas estenopeicas – a que usa como material fotossensível o papel fotográfico de preto e branco. Esta câmara fotográfica pode ser construída a partir de qualquer caixa ou lata, que facilmente encontramos em nossas casas. Apesar de poderem ser tecnicamente mais limitadas, estas câmaras permitem uma liberdade plástica no uso do suporte e na escolha do formato, que as câmaras mais avançadas (de filme) não proporcionam.

A fotografia pinhole (do inglês buraco de agulha), ou estenopeica, em português é uma técnica fotográfica sem recurso a lentes, que despoja a câmara de todos os acessórios “supérfluos”, criando imagens com o mínimo de recursos possível – basicamente, é a fotografia na sua essência. E os recursos indispensáveis para realizar uma fotografia são: um compartimento estanque à luz, um pequeno orifício (pinhole, ou estenopo) e um material fotossensível, que pode ir de um rolo de filme, a um papel sensível, ou mesmo um sensor digital. Se tivermos estes três ingredientes, as possibilidades são infinitas!
Durante o workshop serão construídas as câmaras com simples caixas de cartão ou metal, e tinta, e as fotografias com elas tiradas serão reveladas num laboratório tradicional. As restrições deste tipo de fotografia transformam-se, com a experimentação, em infinitas possibilidades e os resultados são quase sempre surpreendentes.

Outras oficinas de fotografia estenopeica:

— TOSCA – workshop de fotografia estenopeica (pinhole) e de revelação

— Oficina de Fotografia Pinhole no Jardim