Cooperação, desenvolver

A recente “democratização” da fotografia com a chegada da fotografia digital fez com que o público considere que a fotografia é uma ferramenta acessível a qualquer um. No entanto, acreditamos vivamente que o que se passa no mundo à nossa volta não é traduzido por essa ideia. Primeiro, porque a fotografia, o fácil acesso a câmaras fotográficas e meios de divulgação (tão comuns para a maioria dos cidadãos) não estão presentes na vida de todos – vejam-se em especial os idosos, ou as crianças provenientes de meios desfavorecidos. E ainda que o acesso à fotografia, tanto à sua criação como à sua fruição seja hoje em dia indubitavelmente mais fácil, a sua compreensão como meio de comunicação, continua difícil e muitas vezes inacessível.
Porque desde sempre acreditamos que a fotografia é uma ferramenta poderosa no desenvolvimento de competências e no aumento da auto-estima, um dos trabalhos que desenvolvemos no passado foi o voluntariado na área do ensino de fotografia.
No ano letivo de 2011/2012, a Imagerie, em parceria com o Projeto Transformers, desenvolveu uma oficina de Fotografia na Casa Seis, uma IPSS de Mira-Sintra, que abrangeu de forma continuada o trabalho com 6 jovens entre os 10 e os 12 anos, e de forma pontual muitos outros, com resultados muito positivos e uma aprendizagem intensíssima nos dois sentidos.
Além deste processo alargardo, temos levado pontualmente formações em fotografia a diversas instituições, escolas e outras, abrangendo várias gerações de participantes.